Machado de Assis - Do folhetim ao livro
Passe o mouse e veja a foto com o zoom

Machado de Assis - Do folhetim ao livro

Autor: ANA CLÁUDIA E SURIANI DA SILVA
Avalie este Livro:

Machado de Assis, do Folhetim ao Livro é a análise do processo criativo de Quincas Borba: sua publicação como folhetim num periódico, o diálogo com os elementos da revista e as dificuldades da publicação em folhetim na obra definitiva.

Selecione qual opção deseja:
Preço: 59

R$ 59,00 por

R$ 10,00 à vista

Economia de R$ 49,00

em 3x de R$ 3,33

Total a Prazo:R$ 9,99

Loja 100% Segura

Calcule o valor do frete e o prazo de entrega

Não sei meu CEP
  • Tipo: Livro
  • Título: MACHADO DE ASSIS - DO FOLHETIM AO LIVRO
  • Autor: ANA CLÁUDIA E SURIANI DA SILVA
  • Editora(s): NVERSOS EDITORA
  • ISBN: 9788584440030
  • Área: LITERATURA BRASILEIRA / JORNALISMO
  • Idioma: Português
  • Procedência: BRASIL
  • Data de Lançamento: 02/2015
  • Número de Páginas: 288
  • Tamanho: 21,00 X 1,00 X 14,00
  • Edição: 1ª EDIÇÃO
  • ISE: N
Publicado originalmente no formato de folhetim na revista de moda A Estação, o romance Quincas Borba, de Machado de Assis é considerado um dos mais importantes da obra Machadiana e um dos que definem seu estilo de narrativa, realista e irônica. Último romance publicado por Machado no então tradicional formato de publicação seriada em periódico, foram as dificuldades enfrentadas pelo autor durante a publicação e sua transição para a obra como volume completo que definiram pontos importantes do estilo de escrita do mais relevante autor brasileiro. São essas diferenças entre as obras, seus pontos de encontro e distanciamento e suas consequências que são estudados por Ana Cláudia Suriani da Silva, em seu livro Machado de Assis: do folhetim ao livro. Produzido como projeto de doutorado da autora e originalmente publicado em inglês, a obra analisa o processo criativo do romance Quincas Borba em seus dois momentos distintos: sua publicação original como folhetim num periódico, e como esta dialogava com os outros elementos da revista, seus anúncios, gravuras e colunas, e sua publicação como volume único, e como as dificuldades da publicação em folhetim influenciaram a produção da obra definitiva, sua narrativa global ao invés de progressões episódicas lineares. Além disso, Ana Cláudia busca mostrar como o enfoque da revista, dedicado à moda e aos interesses da elite contribuíram para marcar no autor sua narrativa realista e irônica, dedicada a criticar os costumes e a situação política de seu tempo com mordacidade. Uma análise da coisificação do indivíduo, do homem tornado objeto pelo homem e como os vencedores tendem a ficar com os tubérculos.
Nota à Edição Brasileira
Convenções Adotadas
Introdução
Demarcação do Objeto e Metodologia
A Edição
Crítica de Quincas Borba
Revisão Bibliográfica
Plano do Livro
PARTE I
1. Romances de machado de assis em folhetim e em livro
2. Quincas borba e o caderno de moda de a estação
3. Quincas borba e a “parte literária” de a estação
PARTE II
4. O caleidoscópio narrativo de quincas borba
5. A primeira versão: sob o signo do folhetim
6. Do folhetim ao livro: visão global do romance
7. Retórica Ficcional de quincas borba
Conclusão
Apêndice
Referencias
ANA CLÁUDIA E SURIANI DA SILVA
Nenhuma opinião informada sobre o produto.

Produtos Visitados

- Limpar Histórico
False
?