nVersos Editora Ltda.

Rua Cabo Eduardo Alegre, 36

Sumaré - São Paulo /SP

CEP: 01257-060

CNPJ: 10.797.141/0002-11 

Mapa do Site

Sociais

Estar aberta aos ecos discursivos de seu tempo é um fator necessário para que a psicanálise mantenha sua atualidade. Assim, escutando as imagens ou aprendendo a escutar com a imagem em movimento torna-se ponto fundamental na formação do psicanalista.” - Robson de Freitas Pereira, membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre.

 

Cinema é diversão! E foi assim, como ficção, que este engenho se tornou o grande produtor de imagens da história moderna. Se alguém tem dúvida sobre a importância atual do cinema, basta lembrar que, para os americanos, ele é tratado como assunto de segurança nacional, talvez atendendo a advertência de Paul Virilio, de que deveria ser tratado e pensado como “arma de guerra”. A multiplicidade de imagens, a sensação onipresente de estar sendo observado por uma câmera, que transformou o mundo em um imenso Big Brother (expressão que não precisa mais de tradução ou nota de rodapé), e, especialmente, o modo de construir um lugar para o espectador, persiste também nos videogames e nas novas mídias, que utilizam técnicas e ideias desenvolvidas no cinema.

No entanto o cinema, como produtor de ficção, por essas coincidências que nunca acontecem, nasceu junto com a psicanálise no final do século XIX, também tão poderosa que precisou ser proibida ou controlada em muitas épocas, dado o seu poder subversivo de modificar as ficções simbólicas que regem a dita realidade. Esta outra “arma” se incumbiu também de construir um novo lugar, de onde as pessoas poderiam olhar as coisas. Estar aberta aos ecos discursivos de seu tempo é um fator necessário para que a psicanálise mantenha sua atualidade. Assim, escutando as imagens ou aprendendo a escutar com a imagem em movimento torna-se ponto fundamental na formação do psicanalista.

Cinema e Psicanálise Vol. 1: A Criação do Desejo - 2ª ED.

REF: 9788584440580
R$ 32,00 Preço normal
R$ 17,60Preço promocional