Dez filmes nacionais imperdíveis

Atualizado: Jun 23

Dia 19 de junho, Dia do Cinema Nacional, confira dicas de filmes nacionais que você não pode deixar de ver e prepare a pipoca!

O dia 19 de junho é comemorado no Brasil como Dia do Cinema Nacional. Essa data serve para ressaltar a importância da cultura que os nossos filmes carregam, e como podem representar a cultura brasileira, as mudanças e transformações de nosso povo e algumas críticas necessárias.

Por isso, a editora nVersos indica 10 filmes que marcaram o cinema nacional:


1. O Pagador de Promessas – 1962 (Direção Anselmo Duarte)

O Pagador de Promessas

Baseado na peça teatral de Dias Gomes e dirigido por Anselmo Duarte, esse longa foi o único filme brasileiro a ganhar a Palma de Ouro, prêmio máximo do festival de Cannes. O filme relata a história de Zé do Burro, homem humilde, que enfrenta a intransigência da Igreja ao tentar cumprir uma promessa feita em um terreiro de Candomblé. Contudo, Zé encontra dificuldades para cumprir sua promessa. Ele, porém, insiste em entrar na Igreja e recebe apoio da população local. O filme retrata críticas sociais muito importantes para a época e para a atualidade como a intransigência da igreja, o preconceito religioso e de classe.

2. Deus e o Diabo na Terra do Sol – 1964 (Direção Glauber Rocha)

Deus e o Diabo na Terra do Sol

O filme conta a trajetória de Manuel, vaqueiro que se revolta contra a exploração imposta pelo coronel Moraes e acaba matando-o durante uma briga. Com isso, Manuel foge com sua esposa e ambos se juntam a um grupo de seguidores do beato Sebastião, o qual promete colocar fim a qualquer sofrimento. Porém, ao presenciar um fato trágico, a esposa de Manuel assassina o beato. Enquanto isso, o grupo é perseguido por um matador a mando da Igreja Católica. Esse filme é considerado um marco do Cinema Novo e clássico do Cinema Nacional.

3. O auto da compadecida – 2000 (Direção Guel Arraes)

O Auto da Compadecida

O filme retrata as aventuras de João Grilo e Chicó, dois amigos nordestinos que vivem de pequenos golpes e estão sempre se metendo em confusões. Eles enganam a todos no vilarejo onde vivem, localizado no sertão da Paraíba, até se meterem em uma confusão envolvendo a cidade toda. Inspirado na peça de Ariano Suassuna, o filme retrata muitos costumes e crenças populares do sertão do país.

4. Que horas ela volta? – 2015 (Direção Anna Muylaert)

Que horas ela volta?

O longa retrata um conflito entre classes sociais e presente na sociedade contemporânea. A narrativa se dá entre Val, empregada doméstica, e seus patrões de classe média alta. O filme oferece várias cenas e situações que destacam e criticam a sociedade atual, além da forma que ocorre a relação entre patrões e empregados. Em 2015, foi escolhido como um dos melhores filmes estrangeiros pela National Board of Review.


5. Bacurau – 2019 (Kleber Mendonça e Juliano Dornelles)

Bacurau

Esse faroeste nacional retrata os conflitos e dilemas dos moradores de um vilarejo chamado Bacurau. Logo no início da trama os moradores locais descobrem que a cidade não consta mais em qualquer mapa geográfico. Aos poucos notam fatos estranhos como drones no céu, desaparecimentos e mortes misteriosas, sendo assim, os moradores decidem se unir e enfrentar o inimigo comum. Trama com estilo faroeste/thriller, Bacurau ganhou Prêmio do Júri em Cannes e melhor filme no Festival de Munique.

6. O palhaço – 2011 (Direção Selton Melo)

O Palhaço

O filme retrata a história de dois palhaços de um circo mambembe, Benjamin (Selton Melo) e seu pai Valdemar (Paulo José). Com o passar do tempo, Benjamin começa a se questionar sobre sua carreira no circo e decide partir, afetando a vida de todo o grupo, inclusive a dele. O filme foi cotado para entrar na disputa pelo Oscar, mas não vingou. Foi escolhido como um dos melhores filmes brasileiros pela ABRACCINE.

7. Central do Brasil – 1998 (Direção de Walter Salles)

Central do Brasil

Ganhador do Urso de Ouro e ainda com uma indicação ao Oscar de melhor atriz para Fernanda Montenegro, esse filme é essencial para a história do cinema nacional. O longa retrata a história de Dora, ex-professora amargurada que trabalha escrevendo cartas na Central do Brasil. Contudo, ao presenciar a morte de uma de suas clientes, Dora decide ajudar o filho da moça, mal sabe ela que o acontecimento mudará sua percepção da vida para sempre.


8. Minha Mãe é Uma Peça – 2013 (Direção de André Pellenz)

Minha Mãe é Uma Peça

Comédia de destaque e com inúmeras críticas positivas, Minha Mãe é Uma Peça tem lugar cativo nas telinhas dos brasileiros. O filme retrata a vida de uma dona de casa irreverente, Dona Hermínia, que é super protetora com seus filhos (Marcelina e Juliano). Certo dia, Dona Hermínia tem uma discussão com a prole e sai de casa como protesto. Filme divertido e emocionante, mostra a perspectiva das mães com muito bom humor.


9. Cidade de Deus – 2002 (Direção de Fernando Meireles e Kátia Lund)

Cidade de Deus

O filme retrata o cenário periférico do Rio de Janeiro nos anos 70. A narrativa se volta para dois personagens, Buscapé (fotógrafo iniciante) e Zé pequeno (traficante). Ao perceber que as fotos de Buscapé o fazem parecer mais durão, Zé pequeno usa as manchetes como trunfo para se provar como um criminoso de primeira linha. No decorrer da trama há outros episódios que fazem críticas sociais e refletem a vida nas periferias do Brasil. O filme foi vencedor do BAFTA, um dos prêmios mais aclamados do cinema.


10 - Tropa de Elite – 2007 (Direção de José Padilha)

Tropa de Elite

Filme polêmico por retratar a violência, o crime e o cotidiano de uma favela carioca - Tropa de Elite - teve grande destaque e venceu o Urso de Ouro, importante prêmio da indústria cinematográfica. A trama destaca a vida de dois polícias recém-formados, Mathias e Neto, que tentam exercer o cargo dentro da polícia sem perder seus princípios, no entanto, vários acontecimentos fazem com que os dois enfrentem desafios no processo de se tornarem agentes do BOPE.


Gostou das dicas cinematográficas? Que tal aproveitar a data para ver um filme? Ou ler mais sobre o assunto? Confira nossa coleção que relaciona cinema e psicanálise.


Fonte das imagens:

O Pagador de Promessas, Deus e o Diabo na Terra do Sol, O Auto da Compadecida, Que Horas ela Volta?, Bacurau, O Palhaço, Central do Brasil, Minha Mãe é Uma Peça, Cidade de Deus, Tropa de Elite

0 visualização

nVersos Editora Ltda.

Rua Cabo Eduardo Alegre, 36

Sumaré - São Paulo /SP

CEP: 01257-060

CNPJ: 10.797.141/0002-11 

Mapa do Site

Sociais