Aspectos da Psicanálise

Fique por dentro do assunto e saiba mais sobre as diferentes abordagens.

A psicanálise é um campo de estudo sobre a psique humana que é independente da área da Psicologia. Ela tem origem na Medicina e foi criada por Sigmund Freud, médico conhecido mundialmente como o pai da psicanálise.


Fundamentalmente a psicanálise estuda o inconsciente e o que ele pode gerar no seu eu presente, ela se baseia em fatos e traumas do passado, que de algum modo interferem na vida do indivíduo no presente. São teorias fundamentadas na personalidade e com auxílio de procedimentos da psicoterapia. Podemos citar alguns autores importantes para o estudo da psicanálise que são: Carl G. Jung, Donald Winnicott, Jacques Lacan, Slavoj Zizek, Wilhelm Reich entre outros.


O método terapêutico criado por Freud e difundido até os dias atuais consiste em casos que são analisados por meio da interpretação, ou seja, por uma perspectiva do analista sobre os fatos apresentados pelo paciente. Ele é capaz de fazer análises do inconsciente, ações e produções da mente do indivíduo em uma sessão.


Cada especialista citado acima possui uma especificação para tratar um paciente. Freud trabalha com a ideia de ego (lida com a realidade), id (desejos inconscientes) e o superego (espécie de juiz, determina os comportamentos morais). Além disso, ele desenvolveu a associação livre e a interpretação dos sonhos para tratar de seus pacientes.


Lacan possui uma abordagem enfocada na estrutura linguística, pois segundo ele o mundo em que vivemos é formado por símbolos e significantes. Ele também era filósofo e sua abordagem se apoia em conceitos filosóficos.


Winnicott chama atenção para a análise da relação entre a mãe e a criança. De acordo com ele nascemos indefesos, mas com um potencial de desenvolvimento que necessita ser impulsionado, também diz que o ambiente precisa ser acolhedor para o nosso melhor crescimento. Esse teórico segue uma corrente que defende que as complicações emocionais do adulto estão relacionadas as deficiências em sua criação e, especialmente, ligadas a figura da mãe.


A sessão de análise difere da sessão de terapia e as abordagens são diferentes. O analista vai ajudá-lo a reconhecer fatos passados que interferem em seu futuro e como você pode fazer para não os repetir. A análise é: não repetir as ações erradas que você possui em seu inconsciente. Alguns analistas focam em suas lembranças da primeira infância, outros em seu histórico familiar. Muito da prática da psicanálise contemporânea tem como objetivo liberar as emoções reprimidas que podem ter origens na infância.


Já a abordagem da psicologia varia, mas em grande parte segue a linha comportamental. Abordagem que foca nas emoções, pensamentos, comportamentos e estados fisiológicos. A premissa da não existência da mente e a base teórica para esse pensamento é o, behaviorismo, inspirado nos percursores Edward L. Thorndike e John Watson.


Enfim, podemos perceber que um psicanalista e um psicólogo diferem em teorias, estilos de aplicar tratamentos e na forma de cuidar de seus pacientes. Cabe a nós decidir o que é mais adequado para tratar nossas emoções.


Quer saber mais sobre psicanálise? Leia os livros da editora nVersos, a coleção Cinema e Psicanálise e também os livros Leituras sobre Lacan - volume 1 e volume 2.


Fontes: Virttude, Marcelo Parazzi

41 visualizações

nVersos Editora Ltda.

Rua Cabo Eduardo Alegre, 36

Sumaré - São Paulo /SP

CEP: 01257-060

CNPJ: 10.797.141/0002-11 

Mapa do Site

Sociais