ARNALDO CANIBAL ANTUNES | NVERSOS EDITORA
Passe o mouse e veja a foto com o zoom Ampliar Foto

ARNALDO CANIBAL ANTUNES | NVERSOS EDITORA

Autor: ALESSANDRA SANTOS
Avalie este Livro:

Arnaldo Antunes: ex-Titãs, ex-Tribalistas, poeta, pintor e músico solo. Ainda assim, mantém uma identidade própria em sua obra. Isso que o torna objeto de estudo de “Arnaldo Canibal Antunes”.

Selecione qual opção deseja:
Debug: 39

R$ 39,00 por

R$ 19,50 à vista

Economia de R$ 19,50

em 3x de R$ 6,50

Total a Prazo:R$ 19,50

Loja 100% Segura

Calcule o valor do frete e o prazo de entrega

Não sei meu CEP
  • Tipo: Livro
  • Título: ARNALDO CANIBAL ANTUNES
  • Autor: ALESSANDRA SANTOS
  • Editora(s): NVERSOS EDITORA
  • ISBN: 9788564013476
  • Área: BIOGRAFIA / MÚSICA
  • Idioma: Português
  • Procedência: BRASIL
  • Data de Lançamento: 08/2012
  • Número de Páginas: 174
  • Tamanho: 21,00 X 1,50 X 20,00
  • Edição: 1ª EDIÇÃO
  • ISE: N
A lista do currículo de Arnaldo Antunes é extensa: ex-Titãs, ex-Tribalistas, poeta, pintor e músico solo. Apesar de multi-artista, Arnaldo Antunes mantém uma identidade própria que é constante em sua obra, mas que, ao mesmo tempo, pode ser vista como uma amálgama das influências que constroem seu processo criativo. E é essa capacidade de consumir fontes diversas e digeri-las numa obra própria que torna o artista o objeto de estudo de “Arnaldo Canibal Antunes”, da Doutora em Literatura, Alessandra Santos, analisando a ligação do artista com o movimento modernista do século XX. Traçando um paralelo direto entre a obra de Antunes e o Manifesto Antropofágico de Oswald de Andrade, de 1928, Alessandra analisa como, atualmente, não há artista que siga a proposta de “devoração metafórica” de elementos estrangeiros para produzir uma síntese brasileira como Arnaldo Antunes. Partindo do pensamento do canibalismo cultural para explicar a obra e as influências do artista, Alessandra observa que, em todos os campos em que se aventura, a obra de Antunes “é viva e alerta, lúcida como somente os vanguardistas foram (...). Arnaldo é inovador e corre riscos artísticos que poucos ousam, sempre almejando uma utopia”. Dividida entre Arnaldo Antunes e a Poesia: poética da percepção; Arnaldo Antunes e a Música: poética da Bricolagem; e Arnaldo Antunes e as Artes Visuais: poética da apropriação, a análise de Alessandra avalia que a obra do ex-Titã reinventa e dialoga com o movimento antropofágico para criar a própria obra. Ou, na definição do próprio artista: “É por meio da palavra que eu transito entre as linguagens. Ela é uma espécie de intersecção.”.
Agradecimentos
Apresentação
Palavras em Cinco Sentidos
Poética da Deglutição – A Antropofagia Como Método Contexto Histórico
Poesia Concreta e a Retomada da Antropofagia
Reinterpretações da Antropofagia Poética da Percepção – Arnaldo Antunes e a Poesia
Rupturas Poesia, Tecnologia e Interação dos Meios
Internação dos Sentidos e Formalismos Renovados
Poética da Bricolagem – Arnaldo Antunes e a Música
Música, Percepção e Política
Música e Literatura
Pós-Tropicalismo e punk
Vida Urbana e Pós-Punk
Palavra Cantada
Poética da Apropriação – Arnaldo Antunes e as Artes Visuais
Vanguarda
Arte Conceitual
Arte Performática
Ideogramas e Taxonomia
Videoarte
Instalação e Intervenção Urbana
Caligrafia, Arte Gráfica e Arte Digital
Conclusão
Reciclagens
Notas
Referências Bibliográficas
Lista de Figuras
ALESSANDRA SANTOS
Nenhuma opinião informada sobre o produto.

Produtos Visitados

- Limpar Histórico
False