Cinema e Psicanálise Vol. 3 - Filmes que curam - 2ª Edição

Cinema e Psicanálise Vol. 3 - Filmes que curam - 2ª Edição

Modelo: Psicanálise
Disponibilidade: Em Estoque
R$ 25,90

Cinema e Psicanálise volume 3

Em um encontro que pensa a relação entre psicanálise e cinema, cumpre reafirmar a arte como abertura necessária na compreensão de nossa clínica e escuta psicanalítica.O cinema e o sonho, o imagético como constituinte do processo simbólico, enraizamento do simbólico no não simbólico, eis questões que um mergulho nessa temática desperta e intensifica.

Mirian Chnaiderman Doutora em Artes pela ECA/USP. Tem dois livros publicados sobre a relação entre arte e psicanálise: O hiato e o convexo: literatura e psicanálise (Brasiliense, 1989) e Ensaios de Psicanálise e Semiótica (Escuta, 1989).

 

O diálogo entre cinema e psicanálise possui incontáveis possibilidades.
Em um mútuo enriquecer, é notável a liberdade com que aqui, neste volume, Filmes que curam, se vão enfrentando diferentes alternativas.
Para não falarmos do campo mais específico de um trânsito de noções e conceitos das duas áreas, necessário e esclarecedor ao trabalho crítico, ocorre-nos que a prá tica da análise fílmica já guardaria, por si mesma, algo de inextricavelmente próximo daquilo que se ex - perimenta na análise psicanalítica.
De modo análogo, podemos pensar na sessão de psicanálise como não tão diferente de uma sessão de cinema. Assemelham-se enfim, malgrado toda diferença cabível, as práticas daquele que se põe a ler um filme e daquele que se põe a escutar um sujeito.
Em um encontro que pensa a relação entre psicanálise e cinema, cumpre reafirmar a arte como abertura necessária na compreensão de nossa clínica e escuta psicanalítica.
O cinema e o sonho, o imagético como constituinte do processo simbólico, enraizamento do simbólico no não-simbólico, eis questões que um mergulho nessa temática desperta e intensifica.

Sobre os organizadores
Christian Ingo Lenz Dunker, psicanalista e professor de psicologia do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) e Ana Lucilia Rodrigues, psicanalista e membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA).

FICHA TÉCNICA:
Organizadores: Christian Ingo Lenz Dunker e Ana Lucilia Rodrigues
Páginas: 142 páginas
Formato: 14x21cm
ISBN: 978-85-8444-060-3

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Descrição

Cinema e Psicanálise volume 3

Em um encontro que pensa a relação entre psicanálise e cinema, cumpre reafirmar a arte como abertura necessária na compreensão de nossa clínica e escuta psicanalítica.O cinema e o sonho, o imagético como constituinte do processo simbólico, enraizamento do simbólico no não simbólico, eis questões que um mergulho nessa temática desperta e intensifica.

Mirian Chnaiderman Doutora em Artes pela ECA/USP. Tem dois livros publicados sobre a relação entre arte e psicanálise: O hiato e o convexo: literatura e psicanálise (Brasiliense, 1989) e Ensaios de Psicanálise e Semiótica (Escuta, 1989).

 

O diálogo entre cinema e psicanálise possui incontáveis possibilidades.
Em um mútuo enriquecer, é notável a liberdade com que aqui, neste volume, Filmes que curam, se vão enfrentando diferentes alternativas.
Para não falarmos do campo mais específico de um trânsito de noções e conceitos das duas áreas, necessário e esclarecedor ao trabalho crítico, ocorre-nos que a prá tica da análise fílmica já guardaria, por si mesma, algo de inextricavelmente próximo daquilo que se ex - perimenta na análise psicanalítica.
De modo análogo, podemos pensar na sessão de psicanálise como não tão diferente de uma sessão de cinema. Assemelham-se enfim, malgrado toda diferença cabível, as práticas daquele que se põe a ler um filme e daquele que se põe a escutar um sujeito.
Em um encontro que pensa a relação entre psicanálise e cinema, cumpre reafirmar a arte como abertura necessária na compreensão de nossa clínica e escuta psicanalítica.
O cinema e o sonho, o imagético como constituinte do processo simbólico, enraizamento do simbólico no não-simbólico, eis questões que um mergulho nessa temática desperta e intensifica.

Sobre os organizadores
Christian Ingo Lenz Dunker, psicanalista e professor de psicologia do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) e Ana Lucilia Rodrigues, psicanalista e membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA).

FICHA TÉCNICA:
Organizadores: Christian Ingo Lenz Dunker e Ana Lucilia Rodrigues
Páginas: 142 páginas
Formato: 14x21cm
ISBN: 978-85-8444-060-3

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



2017 © Editora nVersos - Todos os direitos reservados