Crônicas de propaganda - Casos, Cases, Causos e Histórias -  2 ª Edição

Crônicas de propaganda - Casos, Cases, Causos e Histórias - 2 ª Edição

Modelo: Comunicação
Disponibilidade: Em Estoque
R$ 29,90

Crônicas de propagandas “
Nenhum anunciante jamais se queixou que sua publicidade estava vendendo demais.”
David Ogilvy


“Toda propaganda deve contribuir para o complexo símbolo que é a marca.”
David Ogilvy


“As pessoas podem ser persuadidas a comprar. Não forçadas.”
Claude Hopkins


“O marketing não é uma batalha de produtos. É uma batalha de percepções.”
Al Ries


“Podemos avaliar os ideais de uma nação pelos seus anúncios.”
Norman Douglas


“A publicidade é a flor da vida contemporânea...
É a mais calorosa manifestação da vitalidade dos homens de hoje.”
Blaise Cendrars


“Com liberdade de expressão, você faz as melhores coisas do mundo,  inclusive propaganda.”
Caio Aurelio Domingues


“Se eu não fosse político, gostaria de ser publicitário.”
Franklin D. Roosevelt


Se essas celebridades aí de cima falaram tão bem de nossa atividade, por que não nos empenhamos em cuidar  melhor dos nossos valores?
Humberto Mendes

 

O que difere um profissional de um vocacionado para alguma área é, mais que seu talento para desempenhar as funções, um comprometimento com o cânone da profissão, o sentimento de intimidade com os valores inerentes daquela área, sua disposição em discutir, pensar e analisar a fundo as implicações de seu trabalho. O que determina que o indivíduo seja mais que simples profissional de uma área é sua dedicação sacerdotal ao campo que escolheu. E, mais que isso, sua preocupação em tentar melhorar o exercício da profissão. 
O livro Crônicas de propaganda é uma reunião de dos mais importantes artigos de Mendes em diferentes veículos de comunicação. O tema central, ao longo das 176 páginas, é a condição do mercado de publicidade do país, seus desafios e deficiências. Comparando-se a Dom Quixote de La Mancha, por ser um idealista que não hesita em lutar a favor de seus valores mesmo quando o inimigo é muito mais forte, Mendes não hesita em opinar sobre caminhos e soluções para a prática publicitária no Brasil, citando, entre suas ideias, a interessante regionalização da atividade em propaganda. Por fim, como um verdadeiro catedrático da publicidade, o autor não abre mão de valorizar figuras indispensáveis à história da profissão no País, como Ítalo Bianchi, Castello Branco, Dora Pollack, David Ogilvy e outros.

FICHA TÉCNICA:
Autor: Humberto Mendes
Páginas: 172
Formato: 14 x 21 cm
ISBN: 978-85-8444-077-1

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Descrição

Crônicas de propagandas “
Nenhum anunciante jamais se queixou que sua publicidade estava vendendo demais.”
David Ogilvy


“Toda propaganda deve contribuir para o complexo símbolo que é a marca.”
David Ogilvy


“As pessoas podem ser persuadidas a comprar. Não forçadas.”
Claude Hopkins


“O marketing não é uma batalha de produtos. É uma batalha de percepções.”
Al Ries


“Podemos avaliar os ideais de uma nação pelos seus anúncios.”
Norman Douglas


“A publicidade é a flor da vida contemporânea...
É a mais calorosa manifestação da vitalidade dos homens de hoje.”
Blaise Cendrars


“Com liberdade de expressão, você faz as melhores coisas do mundo,  inclusive propaganda.”
Caio Aurelio Domingues


“Se eu não fosse político, gostaria de ser publicitário.”
Franklin D. Roosevelt


Se essas celebridades aí de cima falaram tão bem de nossa atividade, por que não nos empenhamos em cuidar  melhor dos nossos valores?
Humberto Mendes

 

O que difere um profissional de um vocacionado para alguma área é, mais que seu talento para desempenhar as funções, um comprometimento com o cânone da profissão, o sentimento de intimidade com os valores inerentes daquela área, sua disposição em discutir, pensar e analisar a fundo as implicações de seu trabalho. O que determina que o indivíduo seja mais que simples profissional de uma área é sua dedicação sacerdotal ao campo que escolheu. E, mais que isso, sua preocupação em tentar melhorar o exercício da profissão. 
O livro Crônicas de propaganda é uma reunião de dos mais importantes artigos de Mendes em diferentes veículos de comunicação. O tema central, ao longo das 176 páginas, é a condição do mercado de publicidade do país, seus desafios e deficiências. Comparando-se a Dom Quixote de La Mancha, por ser um idealista que não hesita em lutar a favor de seus valores mesmo quando o inimigo é muito mais forte, Mendes não hesita em opinar sobre caminhos e soluções para a prática publicitária no Brasil, citando, entre suas ideias, a interessante regionalização da atividade em propaganda. Por fim, como um verdadeiro catedrático da publicidade, o autor não abre mão de valorizar figuras indispensáveis à história da profissão no País, como Ítalo Bianchi, Castello Branco, Dora Pollack, David Ogilvy e outros.

FICHA TÉCNICA:
Autor: Humberto Mendes
Páginas: 172
Formato: 14 x 21 cm
ISBN: 978-85-8444-077-1

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



2017 © Editora nVersos - Todos os direitos reservados